Natal, Fortaleza, Maceió e Belém estão entre as cidades com mais mortes por 100 mil/h do mundo

Natal, Fortaleza, Maceió e Belém estão entre as cidades com mais mortes por 100 mil/h do mundo

Cidades mais perigosas do mundo, pela taxa de homicídios de 2020, publicado pelo Departamento de Pesquisa Statista , 1 de dezembro de 2020.

Essa estatística classifica as 50 cidades mais perigosas de 2020, pela taxa de homicídio por 100.000 habitantes. A taxa de homicídios de Los Cabos, no México, foi de 138,26 para cada 100.000 pessoas que viviam na cidade.

As cidades mais perigosas do mundo

A maioria das cidades mais perigosas do mundo está localizada na América Latina. Natal, Fortaleza, Maceió e Belém estão entre as cidades com mais mortes por 100 mil habitantes do mundo. Natal tem a maior taxa de assassinatos por 100 mil habitantes do Brasil. É a quarta maior do mundo com 102,6/100 mil. Em seguida vem Fortaleza com 83,5 por 100 mil hab. Belém é a terceira com 71,5 assassinatos por 100 mil hab. Maceió é a quarta do Brasil e a décima quarta do mundo, com 63,9 homicídios por 100 mil hab.

A cidade mais bem classificada fora da América Latina é St. Louis, nos Estados Unidos, que está em décimo terceiro lugar com uma taxa de homicídio de 60,59 em 2018. Detroit, com uma taxa de homicídio de 39,7, ficou em quadragésimo segundo lugar.
A violência na América Latina é causada em grande parte pelo tráfico de drogas, tráfico de armas e guerras de gangues. Entre 2007 e 2012, estimou-se que houve quase 38.000 mortes relacionadas ao uso de drogas somente no México .

Apesar

As taxas de atividades relacionadas a gangues e drogas no México supostamente caíram de 2007 a 2012 devido a um aperto do governo, os traficantes foram para outro lugar e a violência aumentou em outras regiões.
Enquanto isso, a violência na América Latina influenciou a imigração de áreas afetadas para os Estados Unidos. A migração do México para os EUA foi considerada o maior fluxo migratório do mundo , com 11,6 milhões de migrantes em 2010.

Veja o ranking completo: AQUI

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*